Poucos leitores, mais livros

A revista Época publicou hoje uma matéria sobre o mercado editorial em crise.

Grandes livrarias endividadas, impactando o resultado das grandes editoras, que não recebem.

Porém, formatos alternativos de pequenas livrarias e pequenas editoras têm tido sucesso estreitando o relacionamento com o público em suas lojas, feiras e outros eventos.

Esse é um caminho no qual acreditamos: teremos mais leitores na medida em que houver uma "apresentação" da literatura na interação presencial com não-leitores em locais não convencionais.

Na matéria frisa-se que o e-commerce é um canal mais rentável para a comercialização de livros. É fato, mas é um canal limitado a quem já se interessa por esse ou aquele livro.

Em nosso País onde apenas 22% dos brasileiros que chegaram à universidade têm plena condição de compreender o que leem e se expressar oralmente ou pela escrita (pesquisa de Indicador de Alfabetismo Funcional INAF do Instituto Paulo Montenegro e Ação Educativa) precisamos fomentar a leitura, ferramenta indispensável para a educação continuada de quem já se considera "formado". Precisamos de mais leitores.

Para isso é importantíssima a interação presencial que oferece recursos para criar uma ponte entre os interesses da pessoa e os livros. Dialogar sobre os livros, dar a oportunidade de manuseá-los, falar sobre seus conteúdos e formas, falar dos autores, são maneiras de incitar a curiosidade que leva à experimentação da leitura.

Pelo que vemos com os projetos de incentivo à leitura da MUDA, a interação presencial tem esse poder de despertar o interesse pela leitura em um não-leitor. A abordagem, a sugestão de leitura, o ambiente em que esse contato se dá, faz toda a diferença. Sigamos, levando os livros ao encontro das pessoas e conquistando leitores um a um.

A íntegra da matéria da Época:

https://epoca.globo.com/como-editoras-livrarias-independentes-buscam-se-reinventar-em-meio-crise-mais-dramatica-do-mercado-editorial-22929251

Ocupação Literária da MUDA no Festival de Inverno de Paranapiacaba. jul/18


Posts Recentes